quarta-feira, 17 de novembro de 2010

DIZER: JAMAIS AO CRÉDITO...

Se nunca pedirmos dinheiro emprestado, não nos endividaremos. É tão simples como isso.
No tempo dos meus pais e avós, não lhes passava pela cabeça estar a dever dinheiro. Se não se podia comprar uma coisa, não se comprava. Ponto final.
Actualmente os bancos quase nos obrigam a ter cartões de crédito e há por todo o lado anúncios de empréstimos de todas as cores e feitios. Porém nós não somos obrigados a fazer o que eles querem. Podemos sempre dizer:
Não obrigado.
Quem tiver um cartão multibanco não tem necessidade de um cartão de crédito, e ninguém precisa de um empréstimo, abrindo-se a excepção à regra para o caso de hipotecas de habitação, para uma eventual despesa com saúde, ou até ... prontussss.. a compra de um carro.. não vamos ser tão radicais.
Se tivermos este tipo de educação, é provável que achemos isto relativamente fácil.
As pessoas que optam estritamente por esta via, sentir-se-ão muito pior com a dívida do que estar sem dinheiro..
e é claro que tal atitude, a não aderência aos créditos, é sinónimo não só de gastar menos, mas também de poupar os custos do empréstimo.

11 comentários:

  1. Estou contigo, sou da mesma opinião.

    ResponderEliminar
  2. Concordo plenamente contigo.

    ResponderEliminar
  3. é verdade
    ja dizia o Quim Barreiros numa musica muito antigaaaaaa
    "fico sem comprar mas não compro sem poder ..." ehehehe
    e tinha razão
    Bjinho

    ResponderEliminar
  4. Ora bem!

    Como me ensinaram meus pais: "Quem não tem dinheiro, não tem vícios!"

    eh eh

    Beijos

    ResponderEliminar
  5. Sou da mesma opinião. Já me basta o crédito da casa não quer mais.

    ResponderEliminar
  6. cá por casa não temos cartão de crédito! nunca quisemos e continuamos muito bem sem ele.
    emprestimos para a casa claro, de outra forma nao sairia nunca da casa dos pais. e do carro, porque o nosso foi para sucata de um dia para o outro...e mmo assim já acho muito :)

    agora pedir emprestimos para as compras de natal ou para fazer férias...parece que é moda, mas as pessoas esquecem-se que se paga muito caro por esse "luxo".

    ResponderEliminar
  7. Totalmente de acordo!
    AS pessoas nêm têm a noção do quanto pagam a mais só por ter credito, além de que é um ciclo vicioso e acabam por ter créditos para pagar outros créditos.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  8. Por aqui só temos o crédito da casa :) E nem consideramos outros.

    ResponderEliminar
  9. Olá! É a primeira vez que comento, mas tenho de dizer que concordo inteiramente - só o crédito à habitação (pois muito dificilmente será possível comprar casa de outra forma) e mais nada! Os cartões de crédito até podem ser úteis para algumas transacções na internet, mas devemos tratar essas despesas como se já tivessem saído da nossa conta (levantamos o dinheiro e na altura do pagamento, depositamos) e nunca numa perspectiva de "preocupo-me com isso depois"...

    ResponderEliminar
  10. Olha, eu fui obrigada a ter, por causa do crédito da casa. Tentei desistir (porque nunca uso) e o banco recusou (mesmo indo contra a lei). Mas consegui usar o cartão a meu favor. É que se fizer reserva de hóteis com uso de cartão de crédito, através do booking.com, consigo hospedar-me num hotel a quase metade do preço. Isto acaba por ser óptimo para poupar nas férias.

    Mas, concordo contigo, sou contra o uso indiscriminado de crédito.

    Beijinhos

    P.S. Continuo mesmo muito curiosa relativamente ao livro que andas a ler. Acho que não vou resistir, e vou comprá-lo.

    ResponderEliminar
  11. Bons aconselhamentos a seguir. Beijos de sol para te iluminar

    ResponderEliminar